Alteraçãõ de endereço

............................................rosadosventosan.blogspot.pt

domingo, 10 de Janeiro de 2010

-" O Incidente de Cabinda "

Os elementos da FLEC que atacaram a coluna na qual se integrava a seleção de futebol do Togo, não fizeram mais do que defender o seu território da invasão de uma força inimíga !...
Este ato é mais uma consequência da traição que o MFA, Mário Soares, Almeida Santos e outros que tais, fizeram a Portugal , a Angola e a Cabinda !
Parece que todos os nossos brilhantes políticos que fabricaram a independência de Angola se esqueceram de que Cabinda era um territòrio autónomo, com um Acordo celebrado com Portugal no qual os cabindas reconheceram a autoridade portuguesa sobre o território.
Acontece, que soberania não é trespassável e quando os "patriótas" portugueses deram a independência a Angola esqueceram-se, perante o deslumbramento dos seus interesses pessoais, de que um Estado civilizado assume os seus compromissos.
A FLEC veio agora lembrar isso !...
Este incidente faz com que regresse a pergunta que já fizemos várias vezes:
para quando o julgamento de todos os implicados nas vergonhosamente forjadas independências ?...


3 comentários:

CUBATÃO OPINA E COMENTA disse...

Caro Norton,
Subscrevo totalmente seu artigo.
Portugal tem responsabilidade nisso, desde que não assegurou ao enclave de Cabinda a sua autonomia simpatizante a Portugal, desejo da população em não acatar o modelo comunistóide pretendido pelos ditos "libertadores". O resultado da traição das autoridades portugueses da época foi o subjugamento do povo cabindense a uma ideologia alienígena e abrupta pelas armas e pela força, culminando com o roubo das suas riquezas para a fortuna da própria filha do atual presidente angolano, aquela "magnata" ascendida do "nada" não fosse pela proximidade familiar do poder.
Claro está que não se deve aplaudir ou mesmo justificar "assassinatos de civís" em nome de uma causa, muito menos quando esses civís nada têm em comum com a luta de liberdade travada no território, e ainda gente que propaga pela arte futebolística a união entre os povos do mundo pela paz.
Mas os cabindas merecem a sua liberdade usurpada e a sua riqueza de volta para sua gente que passa fome vendo os angolanos progredirem e desfrutarem cada vez mais da urbanização, saúde, educação e lazer que o seu petróleo propicia e que lhes falta ou é sonegado.

Julio Teixeira disse...

Caro Norton,
também concordo consigo e com o
Senhor CUBATÃO,

Anónimo disse...

ACHO QUE SE OS SENHORES DA "flec" TIVESSEM "TOMATES" E FOSSEM SÉRIOS NO QUE FAZEM E DIZEM DEFENDER TERIAM ATACADO INOCENTES QUE ATÉ NEM TÊM NADA A VER COM AS REIVINDICAÇÕES, SÃO UM GRUPO DE FANTOXES E COBARDES APRENDIZES DE TERRORISTAS E FRACOS.

ASSINADO BEBETO